O micrômetro


MicrometroO micrômetro é um dos instrumentos mais utilizados na industria metalmecânica tendo seu principio de funcionamento, o deslocamento da porca em um parafuso. O micrômetro foi criado em 1772 pelo Escocês James Watt. Neste post, a imagem do primeiro micrômetro.

Um ponto que muito se discute, é o valor que pode ser lido com o micrômetro. Fato é que, independente do instrumento ser digital ou analógico é possível a execução da leitura em 0,001 milímetros ou 1 micrometro. Vamos aos casos lembrando que, as características construtivas são as mesmas para o micrômetro digital e analógico.

  • Instrumento digital – Neste caso, o instrumento mostra a leitura com 3 casas decimais do milímetro portanto, na casa do micrometro.
  • Instrumento analógico – Neste caso, a divisão gravada no instrumento, esta na casa do décimo de milimetro (0,01 mm) mas, é possível estimar do ultimo valor ou 0,001 mm. Com isso, podemos executar leituras em micrometro. Um ponto a ser observado antes de estimar o valor correspondente ao micrometro é a existência do nônio, no instrumento. O nônio são divisões que ficam acima da linha de referência do micrômetro e que, coincidem com a escala gravada no tambor.

Um dos motivos do micrômetro possuir faixa de medição igual a 25 mm esta relacionado, ao erro do instrumento. Outra característica deste instrumento é o fato de, haver um modelo para cada medição ou seja, há um tipo de micrômetro para execução de medições externas, espessura, outro para medições internas longitudinalmente, medições internas cilíndricas, profundidade, passa não passa, rosca, engrenagens entre diversas outras aplicações.

Algumas precauções para utilização são:

  • Manter o instrumento sempre limpo.
  • Evitar quaisquer danos mas superfícies de medição.
  • Nunca utilizar o tambor para deslocamento do eixo móvel. O deslocamento sempre deverá ser feita pela catraca.
  • Nunca guarda o instrumento com os contatos pressionados.

Para a calibração dos micrômetros são utilizados blocos padrão ou anéis padrão. As hastes que normalmente, acompanham os micrômetros tem como função, o ajuste do instrumento e não, sua calibração. Outros dispositivos como o padrão escalonado podem ser utilizados para a execução da calibração desde que, possuem os acessórios corretos.

Outro fator importante quando falamos sobre a calibração do micrômetro são os pontos a serem medidos. Para os micrômetro de medições externas, devem ser calibrados os pontos 0; 2,5; 5,1; 7,7; 10,3; 12,9; 15; 17,6; 22,8 e 25 mm. O DOQ-CGCRE-004 (Orientações para a realização de calibrações no grupo de serviços de calibração em metrologia dimensional), determina o número mínimo de medições a serem realizadas para todos os tipos de micrômetros. Como estamos falando de um instrumento que, executa medições na casa do micrometro e, podemos ter um erro máximo de até 4 micrometro em função da colagem dos blocos padrão, é imprescindível a utilização do conjunto especial de blocos padrão para calibração de micrômetros o qual, possui os valores citados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *